Atividade

  • LGBTQIA+ Espírita publicou uma atualização 3 semanas, 6 dias atrás

    Bom dia a vocês. Compartilho um fato mediunico que muito nos levou a reflexão, sem contar que são sempre alimentadores de nossas experiências com os fatos que envolvem a vida extrafísica. O fato a relatar nos fez refletir sobre as situações ‘complicadas’ em que pode se ver um espírito após o desencarne devido ao fato de ter alimentado preconceitos, sejam eles quais forem, quando encarnado. A coordenação da fraternidade foi procurada por uma senhora afirmando que em sonho havia recebido mensagem para que procurasse um Centro Espírita em favor de uma parente recém desencarnada. No atendimento espiritual foi esclarecido que a parente em questão estava presa ao corpo em decomposição, recusando-se a acompanhar o benfeitor espiritual encarregado de a conduzir a seu destino no plano espiritual. A recusa se dava por que o benfeitor é negro. A parente que procurou o atendimento espírita então relatou que a senhora em questão sempre foi boa pessoa, muito religiosa, mas não tolerava, quando encarnada, a presença de pessoas negras. O benfeitor espiritual afirmava que já havia tentado várias vezes o seu resgate do túmulo e esta se recusava e que o seu tempo para novas tentativas havia se esgotado, o que faria com que esta permanecesse alí, caso houvesse mais uma recusa; por isso a tentativa de que os familiares, junto a equipe fraterna espírita, pudesse convece-la a acompanhar o benfeitor. A equipe fraterna, além do atendimento que fazia pertinente ao caso, lembrou a família que, sendo a senhora muito católica e de forte devoção Mariana, lembrasse a esta senhora a cor negra com que a Igreja cultua Maria, na pessoa de Nossa Senhora Aparecida. Não obtivemos acesso ao resultado final deste caso e sinceramente esperamos que o argumento tenha auxiliado esse espírito em seu processo de aquisição de novo entendimento. Não é de praxe divulgar-se as ocorrências de atendimento aos espíritos encarnados e desencarnados, mas este fato, devido a contribuição que pode oferecer a nossa reflexão, quis trazer a nosso webespaço RAE.